Valença: Internauta denuncia abastecimento irregular de ambulância

Informações dão conta de que, um único veículo foi abastecido com mais de 3.500 litros de gasolina em 4 meses. Gastos passam de 20 mil reais.

Após campanha eleitoral baseada na moral e nos bons costumes, ao que tudo indica, uma bomba da administração pública está prestes a explodir dentro do Governo Jairo Baptista na cidade de Valença, capital do Baixo Sul da Bahia. A princípio, o que eram apenas burburinhos e especulações de curiosos em grupos de WhatsApp, se transformou em provas explícitas do mau uso do erário público e de possíveis ruídos internos no Palácio de Mármore.

Há alguns dias, começou a circular nas redes sociais informações não oficiais sobre o superfaturamento no abastecimento de um veículo locado pela Prefeitura de Valença. Após averiguação, constatamos que o veículo de Placa OUX-5184 foi locado para ser utilizado como ambulância e servir, especificamente, a comunidade do Distrito de Guaibim. O veículo lotado na prefeitura está em nome do ex-Vereador Romildo, conhecido como “Pó da Pesca”.

Veja vídeo de denunciante acerca da situação da ambulância

Vídeo de denunciante disponível em redes sociais

Segundo o denunciante Vacy Queiroz, “a ambulância fica constantemente parada”. Após várias especulações sobre os altos valores gastos com combustível nos últimos quatro meses, nossa redação teve acesso a informações do Sistema Integrado de Gestão e Auditoria – SIGA, do Tribunal de Contas dos Municípios, onde pudemos constatar os seguintes números:

No mês de fevereiro, o referido veículo abasteceu 715 litros, um total de R$3.825,25. No mês de março, este mesmo veículo foi abastecido com 810 litros de gasolina, o que dá R$4.811,40 na nossa moeda corrente. Já no mês de abril, essa suposta ambulância foi abastecida com 840 litros de gasolina, um total de R$4.989,60. De forma crescente e ainda mais assustadora, no mês de maio, esse mesmo veículo foi abastecido com 1.140 litros de gasolina – um total de R$ 6.771,60.

Em quatro meses, em apenas um veículo, a Prefeitura Municipal de Valença gastou exatos R$ 20.397,85 em combustível. Vale salientar que esse valor foi gasto com nada mais, nada menos que 3.505 litros de gasolina.

Ao ser procurado por um internauta, o senhor Adilson Pinheiro, Chefe de abastecimento, responsável pelo abastecimento dos veículos oficiais da Prefeitura, informou que houve fraude no abastecimento, levando em consideração o seu plano de controle de abastecimento.

De acordo com Pinheiro, no mês de março, esse veículo foi abastecido em três oportunidades. Dia 03 de março, 20 litros; dia 05 de março, 30 litros e dia 18 de março, 40 litros. Em 13 de abril, este veículo recebeu a autorização para o abastecimento de 40 litros. Em 12 de maio, recebeu a autorização de abastecimento de 40 litros e no mês de junho, este veículo foi abastecido em duas oportunidades: 05 de junho, com o total de 40 litros e 11 de junho com mais 40 litros.

Pronunciamento informal de Adilson Pinheiro, Chefe de abastecimento da Prefeitura Municipal de Valença.

Nossa redação tentou contato com o Prefeito Jairo Baptista através de sua Assessoria de Comunicação mas não obtivemos retorno.

(Visited 11 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *