“Viverei ainda por muito tempo”, escreveu Bolsonaro sobre uso de cloroquina

Após anunciar que contraiu o novo coronavírus, Bolsonaro volta a defender o uso da hidroxicloroquina no tratamento da doença causada pelo vírus

Após anunciar que contraiu o novo coronavírus, Bolsonaro volta a defender o uso da hidroxicloroquina no tratamento da doença causada pelo vírus

Em postagem realizada hoje (8) em suas redes sociais o presidente Jair Bolsonaro reafirmou a eficácia da cloroquina no tratamento contra a Covid-19. Anteriormente o presidente anunciou seu diagnóstico confirmando que ele havia contraído a doença causada pelo novo coronavírus.

Bolsonaro ironizou o ceticismo das pessoas quanto ao uso do medicamento no tratamento da doença e disse que ainda viverá “por muito tempo” depois de fazer uso da hidroxicloroquina.

O que a ciência diz sobre a eficácia do medicamento

Originalmente, a hidroxicloroquina ou cloroquina é indicada para tratamento de malária. Apesar de ser defendida pelo presidente, as informações sobre os benefícios da cloroquina colidem com as orientações de entidades médicas de todo o mundo.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) não apoia essas medidas, pois apontam que não há comprovação científica para tal. Além disso, diversos testes com cloroquina e hidroxicloroquina foram suspensos, após não apresentarem bons resultados no combate ao novo coronavírus.

O protocolo da cloroquina orientando sua administrações em pacientes portadores do novo coronavírus foi motivo de atrito entre Bolsonaro e os últimos dois ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich. Em menos de um mês, os dois deixaram o governo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar