Dissidentes norte-coreanos lançam panfletos sobre a fronteira

"Os panfletos voaram para o Norte com o vento do Sul" disse Park, líder do grupo de ativistas, após enviar 20 balões com propagandas contra Kim Jon-Un

“Os panfletos voaram para o Norte com o vento do Sul” disse Park, líder do grupo de ativistas, após enviar 20 balões com propagandas contra Kim Jon-Un

Nesta terça-feira, ativistas norte-coreanos na Coreia do Sul continuaram a enviar balões sobre a fronteira entre as duas coreias com panfletos contendo propagandas contra o governo de Pyongyang, capital norte-coreana.

O envio dessa propaganda não é um gesto recente dos dissidentes e é encarado como uma séria ofensa pela Coreia do Norte contra seu líder Kim Jon-Un. O país vêm acusando seu vizinho do Sul pelo envio dos panfletos e direcionando frequentes ameaças, crescendo a tensão entre os dois países que, ao menos oficialmente, ainda estão em guerra.

O resultado dessa tensão crescente se deu na forma do cessar de comunicações entre as Coreias do Norte e Sul e mais recentemente a destruição do escritório de relações entre os países.

Anteriormente o grupo ativista ‘Fighters for Free North Korea’ havia enviado seus balões pela zona desmilitarizada, mas após as acusações de Pyongyang contra Seul, as autoridades da Coreia do Sul tentaram bloquear o envio desses folhetos.

Mesmo assim, na noite de segunda (22), Park Sang-hak, o líder do grupo anunciou que estaria enviando 20 balões pela cidade de Paju, na fronteira.

“Os panfletos voaram para o Norte com o vento do Sul” disse Park.

Além dos panfletos, os ativistas enviaram também mil pendrives com músicas e episódios de novelas sul-coreanas e 2 mil notas de um dólar.

As relações intercoreanas estão paralisadas desde o fracasso de uma reunião em Hanói entre Kim e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, no início de 2019.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar