Funcionários do Banco Mundial pedem suspensão da nomeação de Weintraub

O e-mail com o pedido de investigação à Weintraub foi enviado ao Comitê de Ética do banco e a todos os funcionários da instituição nesta quarta-feira

O e-mail com o pedido de investigação à Weintraub foi enviado ao Comitê de Ética do banco e a todos os funcionários da instituição nesta quarta-feira

A associação de funcionários do Banco Mundial expressou em uma carta ao comitê de ética sua preocupação com a indicação do ex-ministro Abraham Weintraub para o cargo de diretoria na instituição. A associação pediu que a nomeação fosse suspensa até a conclusão das apurações.

O motivo do pedido, segundo expresso na carta são as falas de Weintraub em que ele diz que a China é responsável pela Covid-19 e o posicionamento a respeito da prisão de ministros do STF. Weintraub também é investigado e responde a inquéritos pelos motivos apontados pelos funcionários.

Carta dos funcionários enviada ao Comitê de Ética nessa quarta-feira (24)

“O Banco Mundial acaba de assumir uma posição moral clara para eliminar o racismo em nossa instituição. Isso significa um compromisso de todos os funcionários e membros do Conselho de expor o racismo onde quer que o vejamos. Confiamos que o Comitê de Ética compartilhe dessa visão e faremos tudo ao alcance para aplicá-lá”, afirma a associação de funcionários.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar