Ministério da Saúde divulga números divergentes sobre Covid-19 no país

Os números relacionados ao COVID-19, divulgados pelo Ministério da Saúde neste domingo, aumentaram a desconfiança da população.

Os números relacionados ao COVID-19, divulgados pelo Ministério da Saúde neste domingo, aumentaram a desconfiança da população.

Após reforma no cronograma de divulgação dos dados, passando a ocorrer por volta de 22h, medida que segundo o presidente tinha o objetivo de “escapar do Jornal Nacional”, a situação do Ministério da Saúde continua à divergir da normalidade.

Em um primeiro momento, os dados apresentados no balanço sobre o contágio apresentavam o número de casos confirmados como 685.427, um acréscimo de 12.581 novos diagnósticos em 24 horas. Sobre as mortes, teria ocorrido um aumento de 1.382 óbitos, contabilizando um total de 37.312 no país.

No entanto, pouco tempo depois foram divulgados na plataforma digital números diferentes dos que foram informados à imprensa. O segundo balança informava que o registro de diagnósticos nas últimas 24h havia sido de 18.912 e o número de óbitos 525, o que totalizaria 36.455 mortes e 691.758 casos. A mudança ocorreu entre as 20h37, quando o balanço foi enviado à imprensa, e às 21h50, quando o site foi atualizado.

Até a data dessa publicação, o Ministério da Saúde não explicou o motivo da divergência dos dados na plataforma, no entanto a decisão foi duramente criticada por especialistas e secretários de saúde dos estados. Ex-ministro Mandetta comentou em entrevista sobre o caso criticando a omissão e alertando sobre as consequências dessa ação.

O Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass) criou uma plataforma própria para contabilizar os diagnósticos e óbitos. De acordo com o painel Conass, o Brasil, na tarde de domingo tinha registrado um total de 680.456 casos de Covid-19 e 36.151 óbitos.

Partidos de oposição entraram com ação no STF para que governo divulgue dados detalhados da Covid-19.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar