Vladmir Putin pode permanecer no poder até 2036

Reforma constitucional que permite a que Putin continue no poder até seus 84 anos foi validada por 77,92%, resultado considerado uma mentira pela oposição

Reforma constitucional que permite a que Putin continue no poder até seus 84 anos foi validada por 77,92%, resultado considerado uma mentira pela oposição

O presidente russo, e ex-espião da KGB, Vladmir Putin permanece no poder desde 1999 e nova reforma na constituição pode estender este mandato até 2036.

A votação da reforma deveria ter acontecido em abril deste ano, porém foi adiada devido à pandemia do novo coronavírus. Para evitar o fluxo de pessoas nas zonas eleitorais, a consulta aconteceu de 25 de junho a 1 de julho.

A apuração final das votações mostram que 77,92% dos russos aprovaram a reforma constitucional. A Comissão Eleitoral anunciou que os votos contrários à reforma alcançaram 21,27%.

O presidente russo, Vladimir Putin, chega para votar em Moscou — Foto: AFP_tickers

Ella Pamfilova, chefe da comissão, disse que a votação foi transparente e que as autoridades fizeram tudo para garantir sua integridade.

O opositor político Alexei Navalny tinha uma opinião diferente, e classificou o pleito como um espetáculo ilegítimo e ilegal concebido para legalizar uma presidência vitalícia para Putin.

“Jamais reconheceremos este resultado”, disse Navalny a seus apoiadores em vídeo.

As mudanças na constituição

Além do potencial prolongamento do mandato de Putin até meados da década que vem, as mudanças reforçam algumas prerrogativas presidenciais, como as nomeações e demissões de juízes.

Também foi incluso na Constituição a “fé de Deus” e o matrimônio como instituição heterossexual.

Foram adicionados ainda princípios sociais como a garantia do salário mínimo e a revisão das pensões de acordo com a inflação.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Fechar
Fechar